A noite na Avenida Paulista não acaba

Avenida Paulista à noite

Muito se diz sobre a violência de São Paulo, espalham aos 4 ventos e alguns até aterrorizam mesmo. Os paulistanos são tão grilados com isso que qualquer sinal de aproximação causa susto.

Outro dia eu fui pedir uma informação para uma senhora que estava passando na rua – de dia mesmo – e encostei (numa boa, não foi abrupto nem nada, maciota) nela, digo, cheguei perto enquanto andava na rua. A senhora quase deu um pulo pra trás e apertou o passo, me respondeu rapidamente a pergunta (tenho certeza que ela nem ouviu) apontando para um dos lados da rua e sumiu no horizonte. Putz! E eu nem tenho cara de marginal… eu acho.

Mesmo com tudo isso, me espanta – positivamente falando – que a Avenida Paulista seja movimentada em determinados horários (como 1 da manhã de uma sexta ou 10 da noite de um domingo). Mas movimentada mesmo, gente andando, a molecada de skate (!), trânsito, cinemas, metrô (até certo horário)… Já dei alguns passeios na Paulista nesses horários e é muito gostoso – tirando o frio dos últimos dias.

Dica de sobrevivência: Não custa ser prevenido e sair sem objetos caros, não é? Além disso, leve um casaco quente.

* Foto por Edu Ikeda em Creative Commons

One thought on “A noite na Avenida Paulista não acaba

  1. Mané,
    Com certeza foi a sua cara de terrorista baiano que assustou a pobre coitada….kkkkk
    Brincadeiras a parte, os passeios na paulista nesses horários bem inusitados são uma delícia mesmo, e o friozinho só melhora tudo!!!
    Saudades de Sampa e de vc tb primo!
    Grande abraço e sucesso!

Fazer um comentário